Livraria Barata

Bibliotecas / Guerra Junqueiro, Londres e Roma

  • ©Lojas com História
  • ©Lojas com História
  • ©Lojas com História

António Barata fundou em 1957 uma livraria que iria viver durante 17 anos sob uma ditadura. Barata procurou fazer da livraria um espaço com acesso a títulos essenciais, mas não autorizados pelo regime, razão pela qual acabou detido e torturado várias vezes pela PIDE. Os livros chegavam “embrulhados” ao balcão, uma expressão comum para se referirem aos livros proibidos. A livraria na Avenida de Roma sofreu obras de ampliação em 1986, e ganhou um destaque visual mais acentuado, tendo o piso inferior agora uma área de literatura infantil, escolar e uma papelaria.

Galardoada com o prémio “Caduceu de Ouro” para a loja do ano, a livraria Barata reafirmou-se, desde a sua remodelação, enquanto promotora de iniciativas culturais, tendo ainda participado na construção da Editorial Presença. Entre 1990 e 2003, foram várias as entidades a fazer convite à livraria para esta integrar os seus pólos culturais e serviços. O resultado foi a abertura de diversas livrarias, principalmente, em universidades e outras instituições de ensino.

A completar a oferta de serviços, a Livraria Barata disponibiliza uma seleção de vinhos e uma cafetaria, realiza exposições, conferências, lançamentos e outros eventos culturais.

Informações
  • Avenida de Roma, 11 A
    1049-047 Lisboa
  • Segunda a sábado das 10h às 20h / domingo das 10h às 15h
  • 21 842 8350

    Bairro

    Guerra Junqueiro, Londres e Roma

    Carisma e tradição são adjetivos que assentam bem a esta zona lisboeta, onde os bairros tipicamente residenciais de ambiente familiar se conjugam com a natureza comercial desta área, em que as cadeias nacionais e internacionais da Avenida Guerra Junqueiro convivem com a oferta única das lojas antigas da vizinha Avenida de Roma.