Fundação Calouste Gulbenkian

museums / Avenidas Novas

  • ©Ricardo Oliveira Alves - Entrada Principal
  • ©Ricardo Oliveira Alves
  • ©Ricardo Oliveira Alves
  • ©Ricardo Oliveira Alves
  • ©Ricardo Oliveira Alves - Clareira Central
  • ©Ricardo Oliveira Alves - Estátua do Fundador

Nas Avenidas Novas situa-se a prestigiada Fundação Calouste Gulbenkian. Esta instituição portuguesa de direito privado e utilidade pública geral com caráter perpétuo, cujos fins estatutários são a arte, a beneficência, a ciência e a educação, recebe, diariamente, inúmeros visitantes.

Calouste Sarkis Gulbenkian é o nome que está por detrás da sua criação. A Fundação Calouste Gulbenkian foi inaugurada em 1956 por testamento do filantropo de origem Arménia que viveu em Lisboa entre 1942 e 1955, ano em que faleceu.

Edifício Museu Calouste Gulbenkian

A instituição convida à entrada no Museu Gulbenkian, recheado com obras que Calouste Sarkis Gulbenkian foi colecionando ao longo dos anos. Da arte egípcia e greco-romana à arte islâmica e do extremo oriente, e ainda numismática, pintura e artes decorativas europeias, o Museu Gulbenkian é uma viagem ao passado.

Centro de Arte Moderna José Azeredo Perdigão

Em 1983, numa das extremidades do encantador jardim que embeleza a Gulbenkian, foi inaugurado o Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão para acolher a coleção de arte moderna e contemporânea portuguesa dos séculos XX e XXI, onde podemos deslumbrar-nos com pintura, escultura, desenho, fotografia e gravura, possuindo o núcleo mais representativo de Amadeo de Souza-Cardoso.

A Coleção Moderna dá-nos ainda a conhecer a arte britânica da década de 60 até aos dias de hoje, arte arménia, nomeadamente obras de Arshile Gorky, possuindo ainda um núcleo significativo de obras de Vieira da Silva e Arpad Szenes.

Biblioteca de Arte

Direcionada para o universo das artes visuais, arquitetura e design, a Biblioteca de Arte do Museu Gulbenkian é composta por um diversificado e extenso acervo documental relevante para o estudo e investigação nos domínios da produção artística e da história da arte nacionais e internacionais.


Informações
  • Av. de Berna 45A
    1067-001 Lisboa
  • Quarta a Segunda das 10h00 às 18h00
  • 21 782 300

    Bairro

    Avenidas Novas

    Outrora “Porta” da entrada norte de Lisboa, o Bairro das Avenidas Novas cresceu e ganhou uma centralidade que o tornou numa das zonas habitacionais mais nobres da capital. Um Bairro com uma energia única, que combina história, modernidade e uma excelente qualidade de vida.