São bento

São Bento é o centro da vida política portuguesa, acolhendo a sede da Assembleia da República e também a residência oficial do Primeiro Ministro de Portugal. A Rua de São Bento, que liga o Parlamento ao largo do Rato é o eixo principal deste bairro, enquadrado entre a Estrela e Santos e que liga também ao Bairro Alto através da Calçada do Combro.

São Bento é o centro da vida política portuguesa, acolhendo a sede da Assembleia da República e também a residência oficial do Primeiro Ministro de Portugal. A Rua de São Bento, que liga o Parlamento ao largo do Rato é o eixo principal deste bairro, enquadrado entre a Estrela e Santos e que liga também ao Bairro Alto através da Calçada do Combro.

Morada de Amália Rodrigues (que durante 44 anos viveu no edifício número 193, agora transformado em Casa Museu) a Rua de São Bento esteve desde sempre associada aos seus antiquários e galerias de arte. E embora estes continuem a marcar presença, a artéria ganhou nova vida com a chegada de conceitos inovadores nos domínios das artes e cultura, comércio e restauração, que se expandem pelo que se designou Triângulo de São Bento (une a Calçada do Combro e a Rua Poiais de São Bento, Rua Poço dos Negros, Rua de São Bento e Rua Gaivotas).

A originalidade dos novos projetos que aqui nasceram por iniciativa de uma nova geração de criativos e empreendedores não passou despercebida à prestigiada publicação de viagens Lonely Planet que, em 2017, aclamou esta zona como um dos bairros mais cool do mundo.

E a distinção não é para menos. A criação nacional com peças de autor assinadas por designers, artesãos e artistas emergentes está bem patente nos edifícios que foram sendo reabilitados e que são uma autêntica fusão entre espaços de exposição, atividades ligadas à cultura, coworks, hubs criativos e clubes de artistas. Há ainda lugar para livrarias especializadas, lojas vintage, projetos de caráter social como a “Avó Veio Trabalhar”, ideias sustentáveis e restaurantes e bares que se confundem com galerias de arte.

Na restauração as novidades também são muitas. Há para todos os gostos e para todas as horas do dia. Ao clássico Café de São Bento e restaurantes familiares, juntam-se agora uma nova vaga de espaços de cozinha internacional que não raras vezes são também preciosas montras da cultura do país de origem ou das viagens que os seus proprietários fazem por todo o mundo. Os brunchs, os doces de confeção artesanal e a comida saudável têm aqui um lugar especial.

A Casa-Museu Amália Rodrigues e a Fundação Mário Soares são duas referências incontornáveis e, para relaxar ao ar livre, há pequenos refúgios verdes espalhadas pelo bairro. Aos domingos o belíssimo jardim do Palácio de São Bento está aberto ao público para visita e, logo ali ao lado, fica o Jardim da Estrela.