Alcântara

Debruçada sobre o rio Tejo, Alcântara, uma antiga zona industrial de Lisboa, é hoje um bairro de contrastes. Situado entre Belém e Santos, este bairro habitacional e com muito comércio nas redondezas fica no centro de uma zona cultural e turística, mas ao mesmo tempo a escassos minutos da calmaria que a vista do rio transmite e o verdejante de Monsanto proporciona.

Debruçada sobre o rio Tejo, Alcântara, uma antiga zona industrial de Lisboa, é hoje um bairro de contrastes. Situado entre Belém e Santos, este bairro habitacional e com muito comércio nas redondezas fica no centro de uma zona cultural e turística, mas ao mesmo tempo a escassos minutos da calmaria que a vista do rio transmite e o verdejante de Monsanto proporciona.

 

Apesar de ainda existirem resquícios da vida industrial que ali prevaleceu até meados do século XX, esta parte da cidade, outrora ocupada por fábricas, sofreu uma profunda transformação. Parte do Bairro tem vindo a modernizar-se com a construção de condomínios residenciais, novos conceitos de bares e restaurantes e a inauguração do Lx Factory, uma antiga fábrica de tecidos, agora convertida num polo de lazer criativo e irreverente, elogiado pela “diversidade etária e cultural” de quem por lá passa.

Com uma privilegiada zona ribeirinha, Alcântara é muito procurada por quem gosta de praticar desporto ao ar-livre e “esplanar” em restaurantes ou bares. Nesta zona à beira Tejo, estão ainda inseridas a Gare Marítima de Alcântara, edifício portuário que no interior guarda os magníficos painéis a fresco de Almada Negreiros e duas docas (Doca de Alcântara e Doca de Santo Amaro) onde costumam permanecer pequenas e médias embarcações de recreio.

Além da proximidade a outros pontos da cidade, Alcântara é ainda bem servida de transportes, com várias linhas de autocarro, duas estações de comboio (Alcântara-Terra e Alcântara-Mar) e ainda várias paragens de elétrico.