Chiado

É considerado um dos bairros lisboetas mais trendy da atualidade, mas a verdade é que o Chiado nunca passou de moda. O seu charme foi bem evidenciado por grandes figuras das artes e das letras nos séculos XIX e XX, como Eça de Queiroz ou Fernando Pessoa, frequentadores desta zona numa Lisboa de outros tempos e que a ela aludiram nas suas obras.

É considerado um dos bairros lisboetas mais trendy da atualidade, mas a verdade é que o Chiado nunca passou de moda. O seu charme foi bem evidenciado por grandes figuras das artes e das letras nos séculos XIX e XX, como Eça de Queiroz ou Fernando Pessoa, frequentadores desta zona numa Lisboa de outros tempos e que a ela aludiram nas suas obras.

Quem percorre as suas ruas e recantos não fica indiferente a esta atmosfera histórica que paira no bairro, juntando turistas e locais num ambiente vibrante e cosmopolita onde se sente o fervilhar da cidade e nos deparamos com tanto para ver, fazer e descobrir. Nas suas ruas inclinadas e tipicamente lisboetas encontramos lojas emblemáticas, igrejas e monumentos repletos de história e alguns dos mais importantes museus e teatros da capital, como o Teatro Nacional de São Carlos ou o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado.

Numa das sete colinas com que Lisboa foi abençoada, são igualmente imperdíveis os miradouros, restaurantes e esplanadas, alguns com cenários incríveis sobre a cidade. O Chiado, afirma-se, assim, como um dos principais spots gastronómicos da capital onde, a par dos restaurantes centenários que foram o centro da atividade intelectual e boémia dos maiores vultos da vida literária nacional, ganham fama conceitos modernos de inspiração variada. A oferta é vasta e diversificada, acolhendo numerosos restaurantes de alguns dos mais reconhecidos e premiados chefs portugueses e internacionais onde cada refeição é uma experiência única.

Desde sempre um importante centro de comércio na capital portuguesa, o Chiado volta a estar na ribalta enquanto destino comercial, graças à sua exemplar reconstrução após o incêndio de 1988 e ao trabalho de dinamização de que foi alvo em anos recentes. Lojas históricas e tradicionais convivem lado a lado com espaços de conceitos inovadores ou ainda com as novas tendências que as grandes marcas nacionais e internacionais trouxeram para esta zona.

As artérias principais, como a Rua do Carmo e a Rua Garrett são as que concentram o maior número de lojas, mas o comércio expandiu-se e ganhou vida nas ruas adjacentes, como a Rua Nova do Almada, Rua da Misericórdia, Rua Ivens e o Largo Rafael Bordalo Pinheiro. Estas artérias merecem uma visita, não só pelo prazer das compras mas também para desbravar todos os recantos belíssimos de um dos bairros mais antigos e nobres de Lisboa.

 

Sabia que…

A Livraria Bertrand do Chiado (fundada em 1732) é reconhecida pelo Guinness Book como a mais antiga do mundo em atividade.

O restaurante Tavares, também conhecido como “Tavares Rico” (inaugurado em 1784) é o mais antigo do país e o segundo mais antigo da Península Ibérica ainda em funcionamento. É também reconhecido como o 10º mais antigo do mundo.

A Barbearia Campos (em operação desde 1886) é a mais antiga da Europa ainda em atividade.

Expressões populares

«Cair o Carmo e a Trindade»  A expressão remete para o sismo de 1755, já que esta zona foi das mais afetadas, fazendo ruir os conventos do Carmo e da Trindade. Se na altura o termo expressava o terror e o pânico perante a tragédia, hoje é usado com uma conotação mais leve e irónica “quando se receiam consequências graves de causas sem importância”. [Guilherme Augusto Simões, Dicionário de Expressões Populares Portuguesas, ed. Perspectivas & Realidades, Lisboa]

A expressão “forrobodó”  nasceu no antigo Palácio Quintela (agora convertido em espaço de restauração com o nome Palácio Chiado), devido aos fartos banquetes então servidos por Joaquim Pedro de Quintela, o primeiro Conde de Farrobo. O edifício, datado do século XVIII, reunia na altura a aristocracia e os bons vivants em opulentos jantares e festas animadas. Hoje é um edifício singular que alia a história do local a exclusivos espaços de restauração.